Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

Quisera.

Queria eu saber
dos pensamentos que, a ti, te cabem.
Quisera tu saber
dos que cabem a mim.
Seríamos, talvez, os mais felizes do mundo.
Ou, quem sabe, não nos olharíamos mais.
E eu perderia tudo que fomos um dia,
pois, na verdade, não havíamos sido nada.
Se, desse modo fosse,
triste eu ficaria,
preferia não saber do que te passas
e que o meu pensar não soubesses.
Pelo pouco, ainda olharia para você, quando pudesse.