Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

sapos são de verdade.

Imagem
Sabe o que me dói? Saber que eu fiztudo isso sozinha. Eu comigo mesma. Eu e eu. Eu quis entender errado,eu quis me iludir,eu quis me apaixonar,eu quis ver uma coisa onde não existia nada. Eu. Agora,quando, em minhas preces,eu peço pra que tudo isso acabe, mais do que nunca,fico olhando pro passado,como se olhar pra alguma coisa pudesse fazer com que ele mudasse. Eu olho e vejo tudo que eu fiz de errado,tudo que eu vi de errado,tudo que eu poderia ter feito. O que passou, eu não posso mudar. Mas o que vai vir, eu posso. Mais que isso,eu devo. Porque eu pensei que isso me fazia bem,que era bom que eu tivesse alguém em quem pensar,alguém pra ser meu par romântico nos meus sonhos e nos meus planos. Eu achei que podia ficar sozinha com meu mundo de fantasia. Só por enquanto,depois,tudo vai dar certo,tudo vai ser real. Por enquanto até quando? Não perdi a paciência,perdi a esperança. Eu cansei de querer viver sozinha com um mundo de ilusão que eu criei. Eu gosto dele,gosto desse mundo,talve…

uma coisa.

Eu queria algo pra dizer,mas não consegui escrever nada nesses últimos dias. Algo relevante. Só consigo escrever sobre uma coisa,se eu escrever.. não posso escrever. Quero deixar esse novo "blog", e quero dizer que acho que não vou mais ter orkut,tava pensando que eu não preciso dele,que posso sobreviver e perco meu tempo lá e naquela fazenda do facebook. Tenho planos pra deixá-los aos poucos,porque também não consigo abandonar de vez.. mas,enfim,vou escrever algo um dia,mas estou me sentindo mal pelo vazio de inspiração,talvez seja reflexo do vazio,do próprio vazio. Isso passa,já passou. Um dia,eu acordo inspirada.
Pois,então,enquanto não chega esse dia,fico neste : http://melinearagao.tumblr.com/
Sim,exclui mesmo meu formspring,mas nesse tumblr,que,se por acaso,alguém quiser que eu fale,falar mesmo,eu não vou saber como se fala esse nome,lá nesse coiso tem uma ferramenta de perguntas,tipo a mesma coisa do forms.
Saudade daqui,queria poder escrever sem levar em conta as con…

Invictus

Imagem
Eu assisti ao filme Invictus ontem, que é muito bom, mas melhor do filme é o poema,que tem nome igual ao do filme e foi escrito pelo poeta inglês Henley, do qual, confesso, eu nunca tinha ouvido falar. De qualquer forma, é uma das coisas mais bonitas que eu já li. E acho que não pode existir poema melhor no mundo que exprima a vida do Mandela. E eu também acho que todo mundo devia assistir, nem que seja só à parte que o Matt Damon (o capitão do time de rugby da África do Sul) vai aonde o Nelson ficou preso por 27 anos e fica olhando para o pano no chão sem colchão em que ele dormia e para as pedreiras(tipo umas pedreiras,não sei se são) onde ele trabalhava, e ele percebe que, mesmo depois daquilo tudo, Mandela saiu pronto para perdoar todo mundo e tentar mudar o país. Nessa hora que passa o poema, que era lido sempre pelo Nelson para superar as dificuldades. Pois é, se o filme queria passar uma mensagem, pra mim, foi passada. A mensagem, eu acredito que seja o próprio poema:

Sob o mant…