Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Eu nem te conhecia.

Eu gostava do cheiro do teu pescoço, do teu beijo vagaroso, do teu corte de cabelo, do teu calção frouxo, da tua insônia, mas eu nem te conhecia. Eu gostava das tuas poucas palavras, da tua falta de vontade de me dar satisfação ou de me explicar o que fazia, do teu olhar que eu não entendia, mas eu nem te conhecia. Eu gostava de te ensinar a virar o shot de fogo, de aprender a jogar sinuca, de cantar umas músicas meio envergonhada, de ver o sol nascer do teu lado, no escuro, mas eu nem te conhecia. Eu gostava da mesma banda que você, de como a gente gostava de qualquer coisa, sem reclamar de falta de atenção, mas expondo, às vezes, uma saudade, mas eu nem te conhecia. Eu gostava de não saber de nada de você, mas eu gostava de contar que meu primeiro porre foi aos quatorze anos, e que eu ainda dormia com minha mãe na mesma cama, e gostava que você, só calado, só me ouvia, mas eu nem te conhecia. Eu gostava que eu pensava em você a todo instante do meu dia, olhava as redes sociais com …

Bola de neve.

Parecia um floco de neve que só crescia. Virando uma bola. Talvez a mais boba das metáforas: uma bola de neve. Mas talvez porque é a que melhor descreve essa sensação. De ir se sentindo angustiada, sem fôlego, querendo gritar. Não sabia se tinha motivos. Ou se era só por ser ela mesma. Que guardava sempre isso ali dentro. Parece que pela vida toda. Quando acabava, começava de novo, como um ciclo: como uma bola de neve.

"O que será da minha vida?"

"O que será da minha vida?"
A sua vida já é
Há cerca de oito meses
Embora você ache que foi ontem.

A pergunta não deveria ser essa
"O que será?"
Mas sim "o que é a minha vida?"
Porque ela já é agora mesmo.

Não se escolhe a vida que se tem
Todos dizem que Deus é quem manda
Você mesma diz o tempo todo
"Ah, meu Deus!"

O que será da vida é viver
Mais que perguntar "o que será?"
Forçar a imagem do que ela já é
Sem direito de questionar.

É difícil mesmo e lamentável
Mas pior é ouvir diariamente
A mesma pergunta
Sem saber a resposta.