Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2018

Machos.

De todas as nossas dores, o senhor não sabe? Do descaso conosco, da nossa luta, das nossas perdas e, por fim, das nossas vitórias? Não vê que, antes de sabermos o que somos, fomos muito destroçadas, de corpo e de alma? Não entende que nossos corações eram cheios de medo, nossas mãos eram sempre aflitas, nossos nervos estavam, o tempo todo, à flor da pele? O senhor, falando assim, não se recorda de que há mulheres das quais gosta, que não são assim tão maldosas como você acha? Lembra que estamos de mãos dadas, abraçadas, amarradas, empoderadas, cientes do nosso valor e da nossa vida? Se o senhor não sabe, eu digo agora, porque o seu discurso me apavora, parece velho, mas foi há uma hora, transforma nosso sonho em pesadelo, nossa conquista em derrota, nossa paz em violência. Qual o desprezo que você sente tanto, que exala como ódio e rancor, com a covardia aberta no meio do peito, deixando sair pela boca? Quantas vezes você foi ferido para atacar tanto assim as mágoas alheias, parecend…