Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

o último.

Imagem
Marcelo acordou com uma sensação diferente,com um pensamento novo,com uma nova opinião sobre seu namoro. Ultimamente,ele e Vanessa estavam brigando muito. Todos os dias,ao ir pegá-la, uma nova briga. Tantas vezes, começavam a discutir por causa de besteiras. Ele era culpado também de iniciar a briga,ele admitia que era responsável pelaforma desagradável como aqueles dias passavam. Ela não brigaria sozinha se ele soubesse contornar a situação, ela não ficaria falando sozinha se ele buscasse um modo de fazê-la parar de falar. Mas não,ele continuava a arranjar motivos,mesmo que de modo inconsciente,para que eles brigassem. Não ligava,dormia muito,tratava Vanessa diferentemente do normal,às vezes,até falava com ela de modo grosseiro ou com má vontade. Ele a amava e sabia disso há muito tempo,desde passados alguns meses de namoro. Sabia que ela o amava também e,acima de tudo,preocupava-se demais com ela,com o que fazer para que ela não ficasse magoada e para que ela sempre se lembrasse del…

sobre minha impressão.

É costumeiro as pessoas me conhecerem e dizerem que eu sou tão caladinha, tenho voz de criança, falo baixo, e, por isso, acharem que eu sou quietinha, santinha ou coisa e tal. Tímida, eu sou mesmo, quietinha, quando acho que devo ser, mas não sou sempre quieta ou calada, depende da situação, se eu não conheço ninguém, como é que vou ficar falando o tempo todo? às vezes,não me sinto à vontade de falar tudo nem pras minhas melhores amigas, avalie se vou falar alto e muito com pessoas que nunca vi, que me são estranhas.. Santinha,eu não sou nem quero ser, muito menos passar essa imagem. Eu não sei se são todos, mas a maioria fala isso, tem essa primeira impressão de mim. Óbvio, que isso acontece no âmbito escolar ou, atualmente, na universidade. Em festas, locais mais movimentados, acredito que essa não seja a impressão que eu passe. Enfim, devido à essa primeira impressão, as pessoas, depois de me conhecerem ou então quando me veem em um local mais "agitado" acham que eu sou…

oi.

Bom,acho que eu precisava disso. Gosto de escrever (apesar de não fazê-lo muito bem) e gosto,principalmente,de desabafar. Às vezes,amigos não estão presentes ou não nos satisfazem o bastante.. Faz muito bem pra mim expor os meus sentimentos,não pra o mundo todo,mas de uma forma que eu possa me sentir aliviada. Não sou muito boa em guardá-los,depois eles afloram de maneira um pouco desagradável. É bom que eu os coloque pra fora enquanto é tempo. Também não acho que muita gente vá ler,aliás,duvido muito que pelo menos uma pessoa leia.
"O silêncio que resta de dentro pra fora." Esse é o nome inicial do blog. Primeiro,porque eu procurei pelo quarto um nome legal. Vi o texto na revista e gostei dessa parte. O texto é baseado num trecho escrito pela Clarice Lispector: " Minha força está na solidão.Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas,pois eu também sou o escuro da noite." Aí, a autora do texto,Adriana Lisboa,quis falar,de certo modo,so…