de novo...?


Engraçado como, quando ela queria esquecer alguém, tentava colocar na cabeça uma imagem ruim da pessoa. Se ele tinha 9 qualidades e um defeito, ela começava a querer olhar só pro defeito, a falar só do defeito. Sim,ela sabia que não ia conseguir daquele jeito,que só ia esquecer com o tempo e se fosse mesmo pra ela esquecer,mas era um modo de agilizar, de tentar aplacar o aperto no peito,de apagá-lo dos sonhos,da memória,dos olhos,da sua vida. Ela ia fingindo acreditar que ele não era tão legal quanto parecia nem tão inteligente nem tão bonito nem tão tudo que ela gostava. Pensava só que ele era comum,que não tinha nada de mais. Mas aí,quando olhava pra ele,quando ele falava,ela se convencia que ele era tudo aquilo que ela sabia que ele era. E se pegava pensando de novo nele,sonhando com ele,amando-o -sozinha. E, de novo,ela tentava esquecer,pensava nos defeitos,queria tanto que eles superassem as qualidades... Sempre nesse dilema. Será que ela se entregava de vez e de novo ou esquecia de vez e de novo? Pensou bem e não decidiu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu vou contigo.

Tangerina.

Botão de rosa.