Tentei.

Tentei de todas as formas
Dizer o que aqui digo
Carta, mensagem, telefonema
E não consegui.

Essas tentativas inúteis e frustradas
Só me dizem cada dia mais
Que eu pare de tentar.

Tudo será em vão 
O destino é que diz não.
E que destino maldito é esse? 
Que não quer nem que eu tente.

Se ontem ele dizia sim, 
Por que hoje diz não?
Por que ele viu que não vale a pena?
Ou por que soube que eu não vou conseguir?

E quer que eu pare. 
Penso eu, que ele quer me poupar
De tanto achar uma coisa
E sempre acontecer outra.

E, se eu mesma não me poupei,
Ele quer fazer esse trabalho por mim
Eu devo, então, ficar agradecida?
Ou me indignar com essa intromissão?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu vou contigo.

Tangerina.

Botão de rosa.