sonho.

Como se eu tivesse sonhando, e acordasse sem acreditar que tinha sido sonho. E sonhasse sem acreditar que era realidade. Sem conseguir saber se era sonhou ou se era real. Se era verdade ou se era mentira. Se era mesmo tudo ou se não era nada. Como se tivesse naquela névoa de sonho, e eu não pudesse entrar lá e mudar alguma coisa. Eu só podia olhar. E querer que fosse verdade e querer que fosse só sonho mesmo. Mas aí era real. Ou não era?
Eu acordei e não descobri. E fiquei sonhando... acordada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu vou contigo.

Botão de rosa.

um coração.